Minha turminha

Minha turminha
1○Etapa -2016

Meus amigos e seguidores

terça-feira, 10 de maio de 2011

Títulos de Nossa Senhora

vizualização do arquivo do Igreja Online COT

Nossa Senhora da Achiropita

achiropita.jpg, 15 kB
Em 580 D.C., o capitão Maurício, desviado pelos ventos, chegou a uma aldeia calabresa, na Itália. O monge frem foi-lhe ao encontro e lhe disse: "Não foram os ventos que te conduziram para cá, mas Nossa Senhora, para que tu - uma vez Imperador - lhe construas um templo".
Em 582, Maurício tornou-se de fato Imperador e, cedendo à insistência do monge, decretou a construção do Santuário, que bem depressa chegou ao término.

Nossa Senhora da Agonia

Nsaagonia.jpg, 8 kB
Eis-nos aos Vossos pés, ó dulcíssimo Jesus Crucificado, para Vos oferecer as Lágrimas d'Aquela que, com tanto amor, Vos acompanhou no caminho doloroso do Calvário. Fazei, ó bom Mestre, que nós saibamos aproveitar a lição que elas nos dão, para que, realizando a Vossa Santíssima Vontade na terra, possamos um dia Vos louvar por toda a eternidade nos céus. Amém

Nossa Senhora Aparecida

Nossa-Senhora-Aparecida.png.jpg, 19 kB
Desde o descobrimento do Brasil cultiva-se aqui a devoção de Nossa Senhora. Os portugueses descobridores do país tinham-na aprendido e usado desde a infância; os primeiros missionários recomendavam e propagavam-na. Aonde se fundavam cidades, construíram-se igrejas em honra de Nossa Senhora Aparecida e celebravam-se com grandes solenidades as suas festas...

Nossa Senhora da Apresentação

apresentacao.jpg, 10 kB
Tudo que sabemos da apresentação de Nossa Senhora no templo, sabemo-lo por lendas e informações extra-bíblicas (principalmente pelo proto-Evangelho de Tiago), o que não quer dizer que o assunto da festa careça de probabilidade histórica...

Nossa Senhora de Assunção

ns-da-assuncao.jpg, 20 kB
A festa da Assunção de Nossa Senhora é uma das mais antigas da Igreja. No ano de 600 já a Igreja Católica festejava este dia de glória de Maria Santíssima. A festividade de hoje lembra como a Mãe de Jesus Cristo recebeu a recompensa de suas obras, dos seus sofrimentos, penitências e virtudes. Não só a alma, também o corpo da Virgem Santíssima fez entrada solene no céu. Ela, que durante a vida terrestre desempenhou um papel todo singular, entre as criaturas humanas, com o dia da gloriosa Assunção começou a ocupar um lugar no céu que a distingue de todos os habitantes da celeste Sião...

Nossa Senhora Auxiliadora

ns-auxiliadoras.jpg, 9 kB
De incomparável beleza é a imagem da Virgem Auxiliadora, rodeada pelos Anjos, pelos Apóstolos e Evangelistas! Mãe da Igreja e Auxiliadora dos Cristãos Quadro de Nossa Senhora Auxiliadora venerado no altar-mor da basílica que, em sua honra, Dom Bosco construiu em Turim, Itália. Seus mais de sete metros de altura por quatro de largura traduzem bem o título de "Mãe da Igreja e Auxiliadora dos cristãos".

Nossa Senhora do Bom Conselho

ns-bom-conselho.jpg, 11 kB
A devoção que comemoramos hoje, remonta a Igreja Primitiva, de forma que não temos dados precisos sobre sua origem. Tão antiga é a devoção que a Mãe do Bom Conselho é invocada na Ladainha Lauretana. Sabemos, contudo, que entre os anos de 432 e 440, o Papa Xisto III mandou construir uma Igreja dedicada a Nossa Senhora do Bom Conselho na cidade de Genezzano, Itália, ao lado de um convento fundado por Santo Agostinho.

Nossa Senhora da Cabeça

nossa-senhora-da-cabeca.jpg, 25kB
Quando de seu surgimento na Espanha, a devoção a Nossa Senhora da Cabeça não era associada à parte do corpo humano a qual este título mariano nos remete. "Cabeça" era apenas o nome do monte onde Maria Santíssima foi vista. Aqui no Brasil, ela costuma ser invocada para males que atacam o cérebro.

Nossa Senhora das Candeias

candeias-ou-candelária.jpg, 11 kB
A festa que a Igreja hoje celebra, tem os nomes de Nossa Senhora das Candeias e Apresentação de Jesus Cristo no templo. hoje o dia da bênção das velas (candeias) e em muitas igrejas, antes da celebração da santa Missa, se organiza solene procissão, em que são levadas as velas acesas, símbolo de Jesus Cristo que, apresentado a Deus no templo de Jerusalém, pelo santo velho Simeão foi saudado, como a luz que veio para iluminar os povos.

Nossa Senhora do Caravaggio

ns-caravaggio.jpg, 10 kB
No princípio do século XV vivia em Caravaggio, lugarejo a 38 km de Milão, na Itália, uma jovem muito piedosa chamada Giannetta Vacchi, muito devota de Nossa Senhora. Não deixava passar um só dia sem se recomendar à Mãe de Deus. Contra sua vontade, casou-se com Francisco Varoli, que se transformou em verdadeiro carrasco. Ela suportava as calúnias, insultos e espancamentos. No dia 26 de maio de 1432, o marido agrediu-a de forma ainda mais brutal.

Nossa Senhora do Carmo

ns-do-carmo.jpg, 13 kB
A festa de Nossa Senhora do Carmo prende-se intimamente à Ordem Carmelitana, cuja origem remonta aos tempos antigos, envolvidos em nuvens de venerandas lendas. A Ordem dos Carmelitas tem por propósito especial o culto da Mãe de Deus, Maria Santíssima, e pretende ter origem nos tempos do profeta Elias.

Nossa Senhora da Conceição Imaculada

mra.jpg, 14 kB
Com as palavras "Maria Concebida Sem Pecado" confessamos, que Maria, por uma exceção especial, em virtude dos futuros merecimentos de cristo, desde o primeiro instante de sua vida ficou isenta do pecado original e revestida foi da graça santificante. Não é assim com as outras criaturas humanas.

Nossa Senhora da Conceição Montesina

nsamontesina.jpg, 12 kB
No ano de 1854, a 08 de Dezembro, foi proclamado pelo Santo Padre, o Papa Pio IX o "Dogma da Imaculada Conceição da Virgem Maria". Em 1865 como fluxo de romeiros aumentava, foi necessário ampliar a Capela. Após a chegada dos italianos que se deu em 1889 a 1896, a Sagrada Imagem passou a ser vista com uma coroa simples e ser chamada de Virgem Montesina.

Nossa Senhora da Consolação

Consolacao.jpg, 25 kB
Esta devoção mariana vem dos tempos dos Santos Apóstolos. Após a morte e ressurreição de Jesus, eles tinham Maria por verdadeira Mãe e Mestra consumada na ação do Espírito Santo, o consolador prometido. Maria é a própria consoladora do espírito, a fortaleza que reconforta os sofredores, o porto seguro dos aflitos.
A antiga tradição narra que em suas aflições Santa Mônica sempre recorreu à Nossa Senhora. Primeiro com as desolações provocadas por seu marido.

Nossa Senhora das Dores

Dores.jpg, 15 kB
Acompanhar Nossa Senhora em todas as fases de sua vida terrestre, admirar os altos designios de Deus na pessoa sacrossanta de sua Mãe é sempre delícia para um coração devoto à SS. Virgem. Mais apropriada não podia ser a nossa meditação das dores, senão ocupando-nos com os sete dolorosos lances de sua existência terrena, ou propriamente "as sete dores", a saber:

Nossa Senhora de Fatima

fatima.jpg, 15 kB
Em todo o Portugal e em todos os paises do mundo, particularmente no Brasil, tem-se criado, no decorrer da historia, fortes raizes à devoção a Nossa Senhora de Fátima. O início e características desta devoção muito de semelhante tem à de Nossa Senhora de Lourdes.

Nossa Senhora da Gloria

nsagloria.jpg, 16 kB
Embora sejam representadas de maneiras diferentes, trata-se da mesma festa litúrgica em que a Igreja celebra a glorificação de Maria, assunta ao Céu, coroada como Rainha da Gloria. Por isso é representada trazendo uma coroa na cabeça, um cetro na mão e nos braços o Menino Jesus. Sua devoção chegou até nós pelos colonos portugueses, que em 1503, construíram em Porto Seguro a primeira igreja a ela dedicada.

Nossa Senhora das Graças

NS_das_Gracas.jpg, 16 kB
O ano de 1830 ficou marcado pela manifestação da Imaculada Virgem Maria que, do Céu veio trazer-nos o seu retrato da Medalha bendita, à qual por causa dos seus prodígios e milagres, o povo cristão deu o título de Milagrosa.

Nossa Senhora de Guadalupe

guadalup.jpg, 28 kB
Em 1531, a Santíssima Virgem, apareceu na Colina Tepejac, México, ao neófito Juan Diego, piedoso e inculto indígena, e comunicou-lhe seu desejo de ele se dirigir ao bispo com o pedido de, naquele local, construir uma igreja. O Bispo, Dom João de Zumárraga prometeu sujeitar o ocorrido a um meticuloso exame, e retardou bastante a resposta definitiva. Pela segunda vez, a Santíssima Virgem apareceu a Juan Diego, renovando, e desta vez com insistência, o seu pedido anteriormente feito.

Nossa Senhora da Guia

ns-guia.jpg, 10 kB
Sob o aspecto histórico o título de Nossa Senhora da Guia tem sua origem na Igreja Ortodoxa, onde a Santíssima Virgem é invocada sob o nome "Odigitria", que significa "Condutora", "Guia" de Jesus desde a infância até o início de sua vida pública, conseqüentemente invocada como guia e protetora do povo de Deus. São diversos os locais onde Nossa Senhora da Guia passou a ser venerada.

Nossa Senhora da Imaculada Conceição

imculada-conceicao.jpg, 9 kB
Com as palavras "Maria Concebida Sem Pecado" confessamos, que Maria, por uma exceção especial, em virtude dos futuros merecimentos de cristo, desde o primeiro instante de sua vida ficou isenta do pecado original e revestida foi da graça santificante. Não é assim com as outras criaturas humanas. Desde o princípio da nossa existência, carecemos da graça santificante, sendo que esta graça estatui um verdadeiro pecado, não pessoal, é claro, mas um pecado da natureza, chamado pecado original por ser uma conseqüência do pecado dos primeiros pais.

Nossa Senhora dos Impossíveis

nsimposs.jpg, 12 kB
O título de Nossa Senhora dos Impossíveis vem do fato de ter acontecido com Nossa Senhora três coisas humanamente impossíveis, a saber:
Maria concebida sem pecado original
Maria Virgem e Mãe
Maria Mãe de Deus
Na Serra do Lima, paróquia de Patú - diocese de Mossoró - no Rio Grande do Norte, existe o santuário de Nossa Senhora dos Impossíveis, onde todos os anos ocorrem milhares de romeiros de toda parte do Brasil.

Nossa Senhora de Lourdes

ns-lourdes.jpg, 16 kB
Lourdes é uma cidade situada no Sudeste da França, pertencente à diocese de Tarbes; dos santuários marianos, um dos mais freqüentados.
Segundo as declarações de Bernadete Soubirous, menina de 14 anos, filha de pobre moleiro do lugar, teve ela na gruta de Massabielle 18 aparições de Nossa Senhora, das quais a primeira foi em 11 de fevereiro de 1858 e a última em 16 de julho do mesmo ano.

Nossa Senhora da Luz

nsaluz.jpg, 11 kB
A devoção à Nossa Senhora da Luz nasceu em Portugal, no período em que este Reino empenhava-se na realização das viagens marítimas e na conquista da -frica.
O protagonista do culto à Nossa Senhora da Luz, chamava-se Pero Martins, natural de Carnide, povoado próximo à Lisboa. Pero Martins, participou das viagens à -frica em busca de aventuras e riquezas, mas por volta de 1459 caiu prisioneiro nas mãos de piratas árabes.
A sua liberdade só seria restituída mediante o pagamento de um resgate. Ninguém se interesso em pagar seu resgate. Ficou abandonado na prisão sofrendo todo tipo de humilhação e crueldade

Nossa Senhora da Medalha Milagrosa

medalha.jpg, 17 kB
O ano de 1830 ficou marcado pela manifestação da Imaculada Virgem Maria que, do Céu veio trazer-nos o seu retrato da Medalha bendita, à qual por causa dos seus prodígios e milagres, o povo cristão deu o título de Milagrosa.

Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças

Medianei.jpg, 12 kB
Conta hoje vinte e um séculos a História Mariana. E ao lançarmos um olhar retrospectivo sobre este grande lapso de tempo, vemos em grandiosos quadros como a história dos povos gravita em torno da profecia da humilde Virgem.
Calvário, Efeso, Rosário, Lepanto, Pio VII, Aparecida, Dogma da Imaculada, Guadalupe, Lourdes, Fátima, e tantos outros títulos que lembram um passado de fatos e vitórias das quais depende a sorte da humanidade inteira.

Nossa Senhora das Mercês

merdes.jpg, 15 kB
A Ordem religiosa de Nossa Senhora das Mercês, foi fundada por São Pedro Nolasco e São Raimundo de Penaforte em 1223 por ocasião da libertação dos escravos cristãos, tendo generalizado-se sua festa na Igreja em 1696.

Nossa Senhora do Monte Serrat

MonteSerrat.jpg, 11 kB
Infelizmente não há como se afirmar com exatidão o surgimento do título de Monte Serrat à Nossa Senhora, mas o relato mais antigo está relacionado ao ano de 546, na Catalunha, ao Sul da Espanha, quando um monge chamado Querino fundou um rudimentar mosteiro consagrado a uma virgem, na subida da montanha. Após a invasão árabe ocorrida, a imagem que todos veneravam foi escondida numa caverna, sendo encontrada dois séculos posteriores por pastores da região, tendo sido levada novamente ao mosteiro em uma procissão solene.

Nossa Senhora de Montligeon

nsamontligeon.jpg, 11 kB
O Santuário de Nossa Senhora de Montligeon está consagrado a Maria porque Ela é a melhor advogada dos homens junto de Deus e de Seu Filho Jesus Cristo. Por outro lado, se os cristãos a chamam Nossa Senhora Libertadora ou Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, é porque desde há muito conhecem o Seu poder intercessor.

Nossa Senhora dos Navegantes

Naveg.jpg, 15 kB
Consta que o início da devoção à Nossa Senhora dos Navegantes originou-se na Idade Média por ocasião das Cruzadas, quando os cristãos invocavam a proteção de Maria Santíssima. Sob o título de "Estrela do Mar", rogavam sua proteção os cruzados que faziam a travessia pelo Mar Mediterrâneo em direção à Palestina. A padroeira não só dos navegantes, mas também de todos os viajantes.

Nossa Senhora de Nazaré

Nazare.jpg, 9 kB
Os primeiros séculos da Igreja Católica foram caracterizados por um certo grau de tolerância com os pagãos que se convertiam maciçamente. Um dos costumes que essas pessoas traziam era o culto que prestavam às imagens de suas divindades.
A tolerância a que nos referimos tem um detalhe de purificação: em vez de se terem estátuas dos ídolos do paganismo, as imagens passaram a representar figuras bíblicas, especialmente aquelas ligadas ao NT.

Nossa Senhora das Neves

nossa_senhora-das-neves.jpg, 18 kB
No século IV vivia em Roma um ilustre descendente de nobre família romana, o qual, não possuindo herdeiros, resolveu em combinação com a esposa consagrar sua imensa fortuna à glória de Deus. Estava pensando seriamente no assunto, quando a Rainha do Céu, com o Menino Jesus no colo, apareceu-lhe em sonhos e disse-lhe: - "Edificar-me-eis uma basílica na colina de Roma que amanhã aparecerá coberta de neve".

Nossa Senhora da Penha de França

nsapenha.jpg, 8 kB
No início do século XVII era então este lugar, hoje tão aprazível e poético, uma sesmaria erma e triste, onde uma flora exuberante e baldia abrigava uma fauna diversa e hostil, quando o Capitão Baltazar de Abreu Cardoso ia subindo o Penhasco (lugar elevado e rochoso), para ver a sua grande fazenda, quando de repente lhe aparece uma grande serpente prestes a atacá-lo. Inerte, só, incapaz de defender-se, acode-lhe uma visão de seus lábios irrompe a invocação: "Minha Nossa Senhora Valei-me". Nesse preciso momento surge um lagarto, inimigo das cobras. Travou-se uma luta mortífera entre os dois animais, Baltazar, por sua vez, não perdeu tempo e fugiu.

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

socorro.jpg, 19 kB
Pouco se sabe a respeito da autoria artística do quadro de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, apesar de conhecidíssimo pelos católicos do mundo inteiro. Segundo especialistas, há forte indício que o artista seja grego, pois as inscrições estão neste idioma. Esta pintura deve ter sido executada no período compreendido entre os séculos XIII e XIV.

Nossa Senhora do Pilar

ns-pilar.jpg, 18kB
Segundo uma antiga tradição, desde os primórdios de sua conversão, os cristãos primitivos ergueram uma ermida em honra da Virgem Maria, às margens do rio Ebro, na cidade de Zaragoza, na região de Aragon, na Espanha. A capelinha primitiva foi sendo reconstruída e ampliada com o correr dos séculos, até se transformar na grandiosa basílica que acolhe, como centro vivo e permanente de peregrinações a numerosos fiéis que, de todas as partes do mundo, vêm rezar à Virgem e venerar seu Pilar.

Santa Maria dos Pobres

nsapobres.jpg, 6 kB
A primeira tentação que nos sobrevém diante de tão sublime invocação de Maria, como Mãe de todos os Pobres, é determo-nos somente no redutor significado da pobreza como uma condição econômica e social desfavorável. Mas a pobreza, na espiritualidade bíblica, atinge uma amplitude de conotações tão vasta, que atinge todos os homens de boa vontade, cuja atitude interior da alma manifesta uma disposição de suprema humildade, justiça, temor de Deus, obediência, serviço, mansidão na provação, sacrifício de si mesmo até ao aniquilamento por amor ao outro... São os "Pobres de Javé", cujo clamor sobe aos ouvidos de Deus e que ressoa na literatura sapiencial e nos salmos.

Nossa Senhora de Pompéia

pompeia.jpg, 25 kB
No ano de 79 ocorreu a famosa erupção do Vulcão Vesúvio, que sepultou a cidade pagã de Pompéia (Sul da Itália). Ali a aristocracia romana gostava de passar o tempo com entretenimentos e foi surpreendida pela súbita destruição.
No início do Século IX instalaram-se nas proximidades famílias de campesinos que erigiram uma humilde capela. Em 1872 chegou o advogado Bartolo Longo (beatificado em 26 de outubro de 1980), que trabalhava para a Condessa de Fusco, dona dessas terras. Logo descobriu que, depois da morte do sacerdote, já não haviam missas na capela e poucos seguiam firmes na fé.

Nossa Senhora Rainha

nsrainha.jpg, 12 kB
Nossa Senhora, verdadeira Mãe de Jesus Cristo, Rei do Universo, é invocada hoje com o título de Rainha do Céu e da Terra. Antigamente a festa da realeza de Nossa Senhora era celebrada no dia 31 de maio.
A liturgia sagrada já invoca a Mãe de Deus com os títulos de Rainha dos Anjos, dos Patriarcas, dos Profetas, dos Apóstolos, dos Mártires, dos Confessores, das Virgens, de todos os Santos, Rainha Imaculada, Rainha do Santíssimo Rosário, Rainha da Paz e Rainha Assunta ao Céu.

Nossa Senhora do Rócio

nsarocio.jpg, 14 kB
O culto à Virgem do Rocio teve inicio no séc. XVII, logo após a elevação do pelourinho em Paranaguá, em 1648. Quando, em 1686,os habitantes desta Vila, às margens de sua baia, foram assolados por uma peste, essa gente recorreu aos favores de Maria, Mãe de Jesus, invocada neste título, para que os livrasse desta terrível lamúria. Desde aí, esta Virgem vem sendo o socorro dos aflicões dos devotos católicos paranaenses. Rocio era o perímetro das Vilas, onde terminava a povoacão, o arruamento, e comecava a se condensar orvalho matutino. Rocio quer dizer orvalho, em português arcaico Nossa Senhora do Rocio é Nossa Senhora do Orvalho Matutino, Nossa Senhora do Amanhecer.

Nossa Senhora das Rosas

nsrosas.jpg, 12 kB
A Rosa simboliza há muito tempo grande mistério. Na catacumba de São Calixto (Século III) os cristãos pintavam rosas como sinal do paraíso. São Cipriano de Cartago escreve que é o sinal do martírio.

Nossa Senhora do Rosário

nsrosario.jpg, 14 kB
Tudo o que no Pai Nosso pedimos, é muito reto, muito bem ordenado e conforme a fé, esperança e caridade cristã, e já por isto tem o especial agrado da SS. Virgem. Além disto, ouvindo-nos rezar, Ela reconhece em nossa voz o timbre da voz de seu Filho, que nos deu e ensinou à viva voz esta oração e nô-la impôs dizendo: Assim deveis rezar. Maria, vendo-nos assim com o Rosário, cumprindo fielmente a ordem recebida, com tanto mais amor e solicitude nos atenderá. "As místicas coroas que lhe oferecemos, são-lhe sumamente agradáveis e penhores de graça para nós" (Leão XIII). A própria Rainha do Céu fez-se quase fiadora da eficácia desta excelente oração.

Nossa Senhora de Salette

salette.jpg, 7 kB
Nossa Senhora apareceu em 19 de setembro de 1846 nos Alpes Franceses apareceu a dois pastorzinhos, a que eles chamaram de Bela Senhora. Apareceu chorando com as mãos cobrindo o rosto, sentada numa pedra e quando aproximam-se levanta e diz para as crianças não terem medo e lhes diz de sua tristeza por ser obrigada a pedir pelos homens a seu filho Jesus para que não os abandone, e estes nem ligam. Fala que o que torna isto mais difícil são os carroceiros juram usando nome de seu Filho, as pessoas que trabalham todos os dias da semana e lembra que somente algumas pessoas idosas vão à missa e ainda que as pessoas não faziam o jejum da quaresma e que reclamavam da colheita blasfemando.

Nossa Senhora da Saúde

Saude.jpg, 12 kB
A devoção a Nossa Senhora da Saúde teve início em Portugal, na época da "grande peste", em meados do século XVI. No verão de 1569 o contágio chegou ao máximo e todos os esforços foram feitos pelo rei D. Sebastião, que chegou a pedir médicos à Espanha, a fim de debater o mal.

Nossa Senhora de Sion

Uma Senhora de porte majestoso, adornada de roupas alvíssimas e com um manto azul sobre os ombros, mais luminosa do que o sol e olhando-o com inefável doçura, parecia ter os braços abertos inclinados para ele. Sem saber como, o ateu ajoelhou-se junto à balaustrada da capela. Procurou erguer os olhos, mas a Virgem da Medalha levantou duas vezes a sua mão e colocou-a sobre a cabeça de Afonso, obrigando-o a baixá-la. Neste ínterim, o barão de Bussières, apreensivo por ter feito seu companheiro esperar por muito tempo, procurou-o pela igreja e viu Ratisbonne de joelhos e imóvel. Impressionado, olhou-o de perto e percebeu que seu rosto estava pálido e banhado em lágrimas.

Nossa Senhora do Sorriso

Sorriso.jpg, 10 kB
A devoção de Nossa Senhora do Sorriso, está muito ligada à Santa Teresinha do Menino Jesus. O espírito de devoção filial para com Maria marcou a vida inteira dessa pequenina grande Santa. Sensibilíssima e precoce decidiu se dedicar a Deus desde a infância. E fez de sua vida consagrada uma singular projeção missionária da Virgem Santíssima. Por isso, é modelo de empenho missionário, sem nunca ter saído do Carmelo de Lisieux, França.

0 comentários: